domingo, 18 de outubro de 2009

Café com Letras - Pergunta


Você lê qualquer coisa em qualquer lugar?



Eu tenho déficit de concentração. Quando leio uma frase várias janelas se abrem como se fossem conexões de links numa página de internet. Uma frase tem o poder de remeter uma saudade, de resgatar o gosto de um perfume, de desnudar uma lembrança. Por isso, não consigo ler em qualquer lugar. Ler, para mim, é um ritual. A coisa fica pior quando leio por puro prazer. Desde que me livrei das leituras obrigatórias da faculdade, por mais prazeroso que algumas delas pudessem ser, hoje eu só me divirto.


Li Grande sertão: veredas, do Guimarães Rosa na faculdade. Sempre tinha o anjinho e o diabinho de cada lado do cérebro. O anjinho dizia que eu aprenderia mais se relaxasse a cobrança e curtisse a poesia. O diabinho me alertava que meu olhar tinha que ser crítico e anotar cada passagem importante no caderno. É horrível ler assim! Não há fluência na história e eu não consigo manter a poesia constante. Para, anota, continua, volta, lê e fica tudo chato. Decidi que o lápis só serviria para sublinhas as passagens mais emocionantes, as frases mais impactantes e as criações mais geniais. Não levei a sério o trabalho a ser entregue no final do semestre. A nota maior que eu ganharia estaria no final do livro.


Tudo isso para falar que eu não consigo ler no ônibus, no metrô, no carro, na praia, na praça, nem por obrigação. Eu só consigo ler suavemente dentro do meu quarto e sem comprometimento. Qualquer coisa em movimento é o suficiente para eu associar ao que eu estou lendo: o cobrador do ônibus, o pássaro cantando, o vento passeando, os corpos desfilando no mar... Eu paro, olho e uma história atravessa meu caminho! Dá uma vontade louca de escrever, de criar e fazer acontecer (é que eu adoro escrever, mas isso é uma outra história). Preciso estar sozinha para que as imagens se criem em silêncio, porque querendo ou não, quando eu abro um livro, todas as personagens acabam fazendo parte de uma família que eu entrei de intrusa. Eu não posso decepcioná-la dividindo minha atenção, até porque não consigo. rs


Ler é uma entrega profunda, lenta e pessoal. Quando a história acaba, eu fico triste porque essa família não existe mais, mas se eu sinto falta, sei que ela estará lá. É totalmente esquisito.


Ler é um porto que concentra a fonte da minha criatividade. Os livros desamarram as palavras para um outro sentindo e eu fico totalmente à vontade para escrever em um simples guardanapo de papel. Ler inspira conexões fantasiosas e ninguém acha que estranho se o que eu inventei é verdade ou não.


Meninas, esse lindo texto foi escrito pela Regiane Thahira, uma scrapper muito linda, meiga, corintiana roxa e que eu admiro muito, pelo seu jeito e seu scrap muito cheio de charme. Regi, adorei sua participação por aqui!!!!
Espero que vocês gostem e me falem o que pensam desse assunto..... Beijos!!! Bom domingo pra quem passar por aqui e até a próxima.

18 comentários:

Elisa Hissa disse...

muito lindo mesmo. realmente ler poe prazer é se entregar totalmente a estória.
bjs

Valeria Hissa disse...

não foi elisa quem escreveu, é que eu tava tão empolgada que não vi que tava o nome dela

bjs saudades

Suzana disse...

Lindo texto. Ao contrário da autora, sou capaz de ler em qualquer lugar. Tenho uma concentração ótima, aprendida em longos anos de briga com meus irmãos menores para poder estudar. Adoro os posts do Café com Letras!

Elaine Maffessoni Machado disse...

Bom, eu sou leitora de tudo mesmo, e de qquer jeito! Leio em ônibus, 5 h sem parar, indo pra SP toda semana. Leio em avião, em trem, em casa, no quarto, na sala, em qquer lugar! Hoje ainda leio muito por causa do trabalho, durante pelo menos umas 2 h por dia. Mas nada se compara a ler por prazer... E nada me distrai! Posso ler num parque, num lugar cheio de gente, e fico presa ao livro. Carrego livro no carro, na bolsa, e leio sempre que tenho que esperar algo. Isso pra mim é ótimo, porque nem sempre tenho muito tempo livre em casa... Regi, adorei seu texto. Laura, Beijo grande! Boa semana para vcs!

Babi disse...

Oi Laura!
Regi escreve mto bem, né?! Adoro!
Eu leio em todo lugar, mas prefiro ler no quarto, sentada, antes de dormir, me relaxa, me acalma, mas muitas vezes fico tão presa à leitura que perco a noção da hora, rsrs... adoro!
Beijocas e boa semana!!!!

Lany disse...

eu li até no metrô mas por falta de tempo para estudar, agora que posso ler por prazer, só em casa relaxada, bjs.

Maya disse...

Eu leio em qualquer lugar e me desligo do mundo!!! Se eu estiver lendo e vc falar comigo eu nem escuto rsrsrsrsr
Só não consigo ler no carro em movimento... dá mta dor de cabeça!!!
bjos

Grasi disse...

Sempre gostei de ler, e lia muito, qualquer coisa que minha visao alcançava estava lendo, e com o tempo passei nao ter mais tempo pra estudar,entao ao esperar um busu, ao estar dentro de um, estava sempre lendo. Mas hoje onde moro as pessoas nao perdem tempo, acho que dormem ate lendo, pelas ruas, vc. nao ve as pessoas conversando,voce so ve pessoas devorando livros grossos, no trem, nos jardins, nas estacoes, nao ha dialogos nas ruas, apenas leitura de bons livros.

Regiane disse...

Eu queria poder ler em qualquer lugar tb!! Buááááá!! Assim minha lista "livros que quero ler" andaria mais rápido!!

Bjo

christine lourdes disse...

Não tenho tanta concentração, pois to sempre com varias coisas na cabeça e querendo fazer tudo ao mesmo tempo , então começo a ler e ja penso em fazer outra coisa ou ler outras coisas , mas quando estou fora do cenario casa x trabalho , ai tenho uma concentração melhor , tipo consigo ler um livro, ou reportagem inteira. è raro esses momentos viu!!!, beijo
queria dizer que amei os ultimos trabalhos , não posso entrar aqui que fico muito tempoooooooo
rrrrssssss admirando , beijosss

Andreia Guidarelli disse...

Ler é uma entrega profunda, lenta e pessoal. Quando a história acaba, eu fico triste porque essa família não existe mais, mas se eu sinto falta, sei que ela estará lá. É totalmente esquisito.


Concordoooooo!!!!!! É a exata impressão que eu tenho sempre...

Babi Bôas disse...

Eu nunca gostei de ler, minha mãe começava a ler livros incríveis para mim, e parava para ver se eu continuava lendo, mas preferia ficar sem saber o final.... um dia (depois de velhinha) deu um clique e pronto adoro ler, agora o duro é arrumar tempo.

Adorei o texto... falando nisto estou indo ler para meu filho.

Beijos
Ba

Marta disse...

Aiiiiiii é isso mesmo...as vezes tb não consigo ler com outras coisas me chamando a atenção...preciso estar relax...amei o texto Regi...parabéns

Mara disse...

Oi Laurinha! Tudo bem?
Eu sou exatamente assim...só consigo me concentrar ma leitura quando estou sozinha e melhor ainda..na minha cama. Comecei a ler "Comer, rezar, amar" no ônibus e no trem...quando chegava em casa a noite tinha que voltar "algumas páginas" porque não sabia o que tinha acontecido kkkkkkk
Ainda bem que minhas filhas não puxaram a mim...as danadas estudam ouvindo música, se eu fizesse isso no tempo do colégio estava ralada.
Bjss

Sheila disse...

Querida dra. adorei o texto da Regi, eu tenho um botão que desliga tudo o que está ao redor, dai eu leio em qualquer lugar... se a leitura for interessante, eu fico antisocial ahhahah beijos com saudadonas

Fabíola disse...

Adorei! Muito lindo!
Parabéns a Regi e a vc por divula-lo!
BJS

deacafe disse...

nooooossa! eu sou exatamente assim!!! cruzes!! (espanto) rsrs
qdo era adolescente, conseguia ler mesmo com a tv ligada, gente conversando, mãe falando nos ouvidos, rsrs, cachorro latindo... assim como estudar. sempre estudei com a tv ligada ou rádio. estudar no silêncio me dá pavor! além da minha mente viajar... viajar... e bem longe do assunto do estudo, hehe.
hoje em dia, sou como a regi. bem assim. que curioso, rs.
que bom, pensei que com a idade estava ficando com a capacidade de absorção e concentração defasadas (ou estou??!) rs. beijos!

deacafe disse...

mais duas considerações:
1a.) como a babi, hoje em dia adooooro ler qdo vou deitar para dormir. distrai, relaxa e tbém perco a hora!! rsrs
2o.) qdo o livro é bom e a história acaba, eu fico triste como fim de novela boa, porque não vou saber mais da continuação!! rsrs é como se pessoas, lugares que existiam na minha vida deixassem de existir! preciso de um tempo pra me conformar, rs.
várias vezes já 'economizei' páginas lidas pra não acabar tão rápido! rs aliás, fazia muito isso com gibis. tão pequenininhos.
e tbém não consigo ler em movimento. fico tonta e enjoada. (3a. consideração, rs). beijos!